Category Archives: Atividades Fisicas

5 Dicas para uma gravidez saudáve

A maioria das mulheres quando desejam engravidar se preocupam em manter uma gestação saudável para que o bebê venha forte e saudável. A maternidade é um período que deixa muitas mulheres em dúvida do que se deve ou não fazer para ter uma gestação tranquila, geralmente nessa fase o corpo passar por várias transformações, sem falar no psicológico da mulher que passa por diversos estágios e as emoções ficam a flor da pele.

O que fazer para passar por mais essa etapa da vida de maneira saudável e serena ?Hoje separamos cinco dicas para as futuras mamães que desejam passar por uma gravidez tranquila e saudável confira abaixo quais são elas:

1) FAÇA EXAMES DE ROTINA

Para ter uma gestação saudável e segura é importantíssimo que a mulher faça sempre o pré-natal com todos os exames e consultas prescritos pelo seu médico obstetra, havendo alguma dúvida ela deve sempre esclarecer com o seu médico todas as suas inseguranças e qualquer mudança que esteja lhe incomodando no momento da gestação.

O acompanhamento médico é essencial para observar todas as mudanças não só para o desenvolvimento fetal do bebê, como também para acompanhar a futura mamãe em seu quadro de gestação e assegurar a ambos uma gravidez tranquila e saudável!

2) SAIA DO SEDENTARISMO = PRATIQUE ATIVIDADES FÍSICAS

O sedentarismo não faz bem a ninguém e a prática de atividades físicas é muito importante para todas as mulheres até para aquelas que estão no período de gestação devem fazer atividades físicas durante a gravidez, lógico que sempre recomendado pelo seu médico e exercícios apropriados para uma gestante, fazer atividades físicas durante a gravidez vai além do controle de peso, qualquer atividade física ajuda e muito a futura mamãe aliviar as tensões, melhora ainda a circulação sanguínea, a postura e o condicionamento cardiorrespiratório, fortalece a musculatura abdominal, diminui as dores lombares, facilita a recuperação pós-parto, além de prevenir o diabetes gestacional ou permitir um controle adequado para quem já o possui.

As mulheres que estão no período de gestação e já faziam antes atividades físicas podem continuar a pratica-las; porém, mas sempre devem ser acompanhadas por um profissional. Já para as sedentárias, comece aos poucos boas opções são a hidroginástica e a caminhada.

3) ATENÇÃO REDOBRADA NA ALIMENTAÇÃO

Manter uma alimentação saudável e equilibrada é um passo bastante complicado para a maioria das gestantes, porém é fundamental que durante toda a gestação a mulher tome bastante cuidado com a alimentação, o ideal é procurar um médico nutricionista para fazer um cardápio apropriado para esse período, nessa fase a mulher tende abusar de certos alimentos que costumam trazer futuramente sérios problemas não apenas na parte estética como também na saúde como um todo. A grávida deve ingerir bastante líquido, evitar todo o excesso de frituras, açúcar e sal, então nada se sair comendo todos os salgadinhos e doces que achar pela frente. Alimentos que não são saudáveis só vão fazer você engordar ainda mais e vão ajudar a retenção de líquidos, além de repercussões do excesso de insulina para o bebê o que é prejudicial ao feto.

Por esse motivo a alimentação é um fator que deve ter a sua atenção redobrada e acompanhada se possível de um médico nutricionista, alimentar-se, a cada três horas de alimentos com baixo valor calórico e grande valor nutricional é o melhor a se fazer quando desejamos ter uma gravidez saudável e sem riscos. Programe-se para fazer uma dieta balanceada,com um cardápio que inclua frutas, legumes, vegetais e proteínas durante e após a gestação. Então já sabe nada de se render aos famosos “desejos de grávida”, policie-se!

4) DURMA BEM

A gestante necessita de boas noites de sono para ter uma melhor qualidade de vida, e além disso o descanso programado devem fazer parte da rotina de toda mulher que está grávida, eles são fundamentais para uma gestação tranquila e saudável. Caso necessário invista em um colchão adequado e um travesseiro que não force muito a região cervical são pré-requisitos para um bom descanso.

Procure criar hábitos de deitar por 20 minutos no meio da manhã e a da tarde, sempre que possível, outra dica é manter as pernas levemente elevadas, para ajudar na circulação e evitar os famosos inchaços que a maioria das gestantes costumam ter nos pés. Vale ainda apostar em técnicas de relaxamento, ou praticar ioga, alongamentos,até mesmo massagens relaxantes para aliviar a tensão e o estresse, agindo assim você certamente terá uma boa noite de sono, que irá refletir trazendo ótimos benefícios durante toda a sua gestação.

5) NUNCA TOME REMÉDIOS SEM ORIENTAÇÃO MÉDICA

Sabe aquela azia que a maioria das grávidas sentem? cuidado com os medicamentos, nunca tome nada sem antes conversar com o seu médico. Todo e qualquer remédio deve ser prescrito pelo seu médico, por mais simples e inofensivo que ele lhe pareça.

Sempre pergunte ao seu obstetra se está liberada durante a gestação os remédios que tiver dúvida e relate sempre ao médico sobre possíveis reações alérgicas. Alguns medicamentos são abortivos e podem causar hemorragia nas mulheres grávidas, ou até afetar o bebê ,então fique atenta e NUNCA se auto medique.

Número de Visualizações: 1302

Vídeo = Pilates na gestação

Neste vídeo abaixo com uma entrevista com uma especialista, que conta como manter o corpo em movimento e equilíbrio durante a gravidez, que faz bem para a saúde da mulher, dando dicas importantes e práticas para gestantes que pretendem iniciar o exercício.
Número de Visualizações: 931

Beneficios do Pilates Durante a Gravidez

A gravidez é um momento especial na vida das mulheres que vem acompanhado de mudanças e alterações emocionais, psicológicas e físicas. Por isto mesmo, durante esse período a gestante deve cuidar do corpo e da mente preparando-se para todas as modificações que acontecerão ao longo das 40 semanas gestacionais.

Diversos estudos têm demonstrado os verdadeiros benefícios do exercício físico para gestantes, porém, tendo em vista às mudanças pelas quais a mulher passa durante esse período é necessário elaborar um programa de treinamento levando em conta suas necessidades, promovendo assim a sua segurança e a do feto. Seguindo essa tendência, uma das técnicas que tem sido bastante recomendada é o Método Pilates.

O Método Pilates tem efeitos positivos quando utilizado em gestantes. De acordo com Balogh A., autor do artigo “Pilates e gravidez”, as mulheres grávidas buscam o método devido à leveza dos movimentos, e através dele obtêm relaxamento e aumento na abertura da caixa torácica, devido à respiração. Além disso, por trabalhar a musculatura abdominal e do assoalho pélvico, há prevenção da diástase abdominal e da incontinência urinária.

Outra das inúmeras vantagens da prática do Método Pilates durante e após o período gestacional está relacionado à recuperação pós-parto, pois os exercícios praticados contribuem para prevenir e/ou corrigir o descontrole da musculatura do assoalho pélvico.

Os músculos abdominais, dorsais e da região lombo-pélvica também são reforçados, assim como a musculatura dos membros superiores (braços) que irão facilitar a vida da gestante na hora de amamentar e carregar o bebê, diminuindo assim, o estresse dos músculos do pescoço e da região cervical.

É importante ressaltar que deve haver a liberação médica para a prática de atividades físicas na gestação, incluindo o Método Pilates. Os exercícios podem ter início a partir das primeiras semanas de gestação podendo ser praticados até o momento em que a gestante se sentir bem e apta à prática de exercícios.

Enfim, a prática de Pilates durante a gestação favorece e acelera o retorno da mulher para suas atividades de vida diária. É essencial lembrar que toda sessão deve ser acompanhada por um profissional especializado no Método, e que conheça as principais necessidades, contraindicações e cuidados no trabalho com gestantes.
Número de Visualizações: 684

Vídeo = Pilates traz benefícios as gestantes

As gestantes estão optando pelo pilates, como um método terapêutico para amenizar dores e os desconfortos comuns durante a gravidez. Os exercícios oferecem diversos benefícios durante a gestação. Veja mais detalhes no vídeo abaixo.
Número de Visualizações: 702

Os benefícios de fazer pilates durante a gravidez

Mulheres grávidas podem e devem procurar atividades físicas durante o período gestacional, que também tragam benefícios durante o pós-parto. E o pilates é uma dessas modalidades recomendadas por especialistas, já que pode, inclusive, diminuir os desconfortos e proporcionar o preparo para o parto normal.

Uma das vantagens do pilates, é que a atividade estimula o parto normal. A modalidade se destaca como minimizador de desconfortos álgicos, proporcionando uma melhor qualidade de vida às futuras mamães. Dentre seus benefícios, destacam-se também a melhora do sistema respiratório e a ativação da circulação para se evitar edemas. O pilates para grávidas deve ser feito em ambiente agradável e tranquilo.

É essencial que o profissional seja especializado, pois apenas com conhecimento técnico necessário será possível adaptar os exercícios do pilates tradicional para o melhor conforto das mamães, sendo que é fundamental o contato entre médico e fisioterapeuta ou educador físico para se assegurar a saúde da mamãe e do bebê em cada caso específico.

O pilates nesse período especial na vida da mulher traz uma série de benefícios que poderão ser sentidos durante a gestação e no período pós-parto. pois fortalece o períneo, braços, pernas, reduz as dores lombares, os edemas dos braços e pernas, além de proprcionar a conscientização corporal e uma sensível mudança postural. E o pilates ainda facilita a recuperação após o parto porque durante os exercícios a mulher ganhou mais flexibilidade e força no addômen.

Veja mais no vídeo abaixo.
Número de Visualizações: 693

Técnica Personalizada para Gestantes (TPG) = Nova Modalidade Esportiva para Grávidas

Você tem feito exercícios durante a sua gestação?

Pois então precisa saber de que tem uma academia que esta oferecendo uma nova modalidade inovadora de exercícios físicos para mulheres grávidas. Trata-se da Técnica Personalizada para Gestantes (TPG). O personal trainer Kauê Tassinari desenvolveu esse método ao longo de 17 anos de trabalho no segmento Fitness e Wellness. A Técnica Personalizada para Gestantes consiste em desenvolver o condicionamento físico da mulher antes, durante e depois da gestação.

A técnica busca a preparação do corpo feminino desde a pré-gestação, seu acompanhamento durante a gestação e recuperação pós-parto. Além disso, tem como objetivo atingir as necessidades específicas de cada gestante, podendo focar em emagrecimento, aumento da massa muscular, eliminação de gordura localizada e condicionamento. Na TPG, todas as atividades físicas são realizadas de forma a assegurar o bem-estar.
“A importância do conforto não está apenas na sensação de prazer e realização nos exercícios, mas funciona como uma forte sinalização de que tudo está correndo bem, tanto para a gestante quanto para o bebê”, diz Tassinari.


A TPG pode ser executada até 3 vezes por semana, e deve ser acompanhada pelo personal trainer.
“A modalidade pode ser praticada até duas semanas antes do nascimento previsto do bebê. Os treinamentos são modificados mensalmente, se adequando ao crescimento fetal e mudanças corporais de cada fase da gestação”.


As aulas são individuais e duram em torno de 45 a 90 minutos, dependendo do perfil de cada gestante. Além disso, é necessário que a mãe faça acompanhamento periódico com seu médico obstetra e informe a ele a intenção da prática dessa atividade.

Em 2013, mais de 50 alunas foram atendidas. Este ano, já são 20 em atendimento, entre elas, a empresária Tatiane Correa. Praticante de atividades físicas há 18 anos, ela procurou a atividade logo quando soube que estava grávida.
“Procurei profissional especializado porque também quis fazer exercícios direcionados para o parto normal e para fortalecimento da coluna lombar”, diz Tatiane. Ao longo da prática da atividade, Tatiane sentiu melhoras significativas em seu corpo: “Sinto que os treinos trazem benefícios ao humor, sono, disposição, além de deixarem o corpo bonito e melhorar a autoestima. O corpo muda com a gestação e então praticar atividades evita vários problemas, inclusive depressão”, afirma a empresária.
Número de Visualizações: 667

Vídeo = Atividades Físicas Durante a Gravidez = Hidro Fitness X Hidro Ginástica

Vejam dicas no vídeo abaixo mais uma opção de atividade fisica durante a gravidez, que é o Hidro Fitness, que torna uma opção prazerosa de exercício para gestante, ou então a tradicional Hidro Ginástica.


Lembrando de que as lojas da Zazou vendem maiô e biquinis com modelagem especializada própria para as grávidas praticarem sua hidro!
Número de Visualizações: 640

Vídeo = Dicas Práticas de Exercícios Para Grávidas Fazerem Durante a Gravidez

Aprenda na prática no vídeo abaixo alguns exercícios e massagens que auxiliam na amenização do inchaço na gravidez.
Número de Visualizações: 627

Vídeo = Atividades Físicas durante a Gravidez

Vejam no vídeo abaixo a personal trainer, Vicky Araújo, trazendo muitas informações sobre atividades físicas para gestantes.
Número de Visualizações: 657

Exercício na gravidez?

Praticar exercício físico durante a gravidez aumenta os níveis de energia, previne o excesso de peso e diminui o risco de diabetes gestacional, entre outras vantagens.

Se está grávida, talvez esteja a pensar que praticar exercício físico é a última coisa que lhe apetece: sente-se cansada, pesada e sem energia. Porém, os benefícios da atividade física durante os meses da gravidez são muitos e vale a pena o esforço inicial. Garantimos-lhe.

O primeiro passo é consultar o seu Obstetra que, tendo em conta a sua história clínica e a eventual existência de complicações como, por exemplo, diabetes que não esteja controlada, pressão arterial elevada, doenças cardiovasculares ou placenta prévia (inserida perto do colo uterino), entre outras, avalia se a prática de exercício físico é segura para a grávida e para o bebé.

Caminhar, nadar, pedalar numa bicicleta estática, fazer step ou praticar remo são boas opções. Pelo contrário, desportos radicais ou de contacto, mergulho, equitação ou exercícios que impliquem posições que pressionem a zona abdominal são desaconselhados.

Se não pratica exercício físico há algum tempo, a futura mãe deve começar por apenas cinco minutos no primeiro dia e ir aumentando o tempo gradualmente nos dias seguintes até alcançar os 30 minutos diários. Antes de treinar, faça 5 minutos de aquecimento e 5 minutos de alongamentos. Repita os alongamentos no final.

10 conselhos essenciais para as grávidas:

1. A grávida deve usar vestuário prático e largo.

2. É importante escolher um soutien que assegure o suporte adequado do peito.

3. Utilize calçado adequado ao tipo de desporto que está a praticar, para evitar lesões.

4. Se vai caminhar, opte por fazê-lo num terreno plano.

5. Após fazer exercícios, sentada ou deitada, levante-se devagar para evitar tonturas.

6. Aconselhe-se com o seu Obstetra em relação ao número diário de calorias que deverá ingerir diariamente.

7. Informe-se também junto do médico em relação ao que deve comer antes e depois de praticar exercício físico.

8. Não coma nos 60 minutos que antecedem a atividade física.

9. Assegure a ingestão suficiente de líquidos antes, durante e depois do exercício físico, para que o organismo se mantenha hidratado.

10. Tenha cuidado com o ritmo. Faça este teste: se não for capaz conversar normalmente enquanto está a praticar exercício físico é sinal que deve abrandar.

Atenção! Se sentir algum desconforto/dor pare. Se não passar, é conveniente consultar o seu Obstetra logo que possível.
Número de Visualizações: 636

Video = Descrição de exercícios básicos para melhor qualidade de vida das gestantes

Trago um vídeo abaixo com descrição prática de exercícios básicos para melhor qualidade de vida das gestantes com uma especialista.
Número de Visualizações: 651

Fisiculturista malha pesado durante gravidez

Vejam só o caso da Lea-Ann Elison de 35 anos, que não deixou de malhar pesado durante a sua gravidez!

A atleta continuou normalmente sua rotina de exercícios físicos no decorrer de sua gestação, o que muita gente reprovou, é o que afirma Elison. Conforme a mãe, muitas pessoas diziam que iria perder o bebê por conta dos exercícios, que era loucura, e até foi chamada de egoísta por não se dedicar exclusivamente à gestação. Mesmo com a aversão das pessoas próximas ao seu convívio, Lea desafiou todos e fez questão de publicar sua rotina nas redes sociais, o que de fato causou maior repercussão negativa em relação a sua atitude.
Fisiculturista malha pesado durante gravidez


Sua rotina de treinos pesado foi rotina durante todo período gestacional. Malhação pesada, atividades aeróbicas e levantamento de peso. Além de práticas de esportes fora do ambiente da academia, como o stand up paddle, que se trata de um esporte praticado com uma prancha e um remo, modalidade que tornou-se popular nos últimos anos.

Após os nove meses o neném nasceu saudável e a mãe continuou sarada. O principal objetivo da atleta foi demonstrar aos que pensavam o contrário, que os exercícios físicos são saudáveis a qualquer momento, mesmo no decorrer de uma gestação.

E você o que acha de casos como este?
Número de Visualizações: 4417

Video = Como as gestantes podem se exercitar em casa

Vejam no vídeo abaixo da Revista Época nossa parceira Gizele Monteiro da Gravidez em Forma (www.gravidezemforma.com.br), fisioterapeuta especialista em exercícios na gravidez, ensinando na prática como as gestantes podem se exercitar em casa sem causar danos ao bebê.
Número de Visualizações: 815

Vìdeo = Você sabe o faz uma Personal Gestante?

Você sabe o faz uma Personal Gestante?

Então, assista no vídeo abaixo uma matéria do programa Bahia Esporte, com uma entrevista com Fisioterapeuta Especializada e Personal Gestante Carina Fernandes dando dicas práticas para as grávidas interessadas em manter a boa forma e a saúde durante a fase gestacional. Conheça a experiência de Ludmilla Badaró, a empresária que se encantou pelo Programa Fisgest Materna e realiza exercícios físicos orientados desde os 4 meses de gravidez conosco. E saiba a opinião balizada de um obstetra sobre a importância dos exercícios físicos.
Número de Visualizações: 681

Vídeo = Hidroginástica na Gravidez

Gravidez não é motivo para ficar parada. Por causa da gestação, é importante manter o corpo em atividade e a hidroginástica é uma ótima opção para isso, ainda mais neste calor todo que esta fazendo. Veja então alguns depoimentos de outras grávidas que estão fazendo e adorando no video abaixo.


Lembrando de que a Zazou tem uma linha completa de maiô e biquini para gestantes com modelagem própria para você praticar sua hidro durante a gravidez com estilo, conforto e segurança.
Número de Visualizações: 907

Video = Surfista pega onda grávida até o último dia de gestação

Quem disse que grávida precisa ficar parada ou mudar muito seu estilo de vida?

Para mostrar isto trago o caso da surfista Kristi Olivares não abandonou as ondas mesmo depois de descobrir que estava grávida. Continuou subindo na prancha pelo menos quatro dias por semana durante todos os nove meses de gestação até dar a luz a Alexander Bobby, em setembro de 2013. Ela registrou a gravidez na crista da onda em vídeo, publicado no YouTube, e que pode ver abaixo.


Surfista há quatro anos, a canadense Olivares que mora em Sidney, na Austrália, disse que teve adaptar sua técnica para aprender se equilibrar sob a prancha com a barriga que não parava de crescer.

Ela relatou sua experiência no site “She Surfs”. “Meu médico, que também surfa, aplaudiu minha decisão de continuar a surfar como parte do meu estilo de vida saudável, recomendando, é claro, que eu surfe mais cuidadosamente devido a minha gravidez”, escreveu. Ao site “Today” ela disse que, mesmo após dar a luz, continua levando Alexander para a praia quase todo dia. “Eu acredito que ele reconheça o som das ondas quebrando e a sensação de andar sobre a areia dos tempos em que ele estava na minha barriga”, afirmou.
Número de Visualizações: 699

Video = Gravidez em Forma

Você anda preocupada com sua boa forma e saúde durante sua gestação?

Então não pode perder a dica de que a professora Gizele Monteiro, parceira da Zazou de longa data, referência neste segmento, entrevistando recentemente uma grávida em forma, a Carol. Ela confessa que o segredo da sua gravidez em forma foi alimentação controlada e exercício. Veja o depoimento com detalhes no vídeo abaixo. Vale a pena!


Para mais informações sobre este programa, que recomendamos para todas as grávidas, a dica cesse nosso site: www.gravidezemforma.com.br
Número de Visualizações: 613

Dançando Ballet Grávida até os 9 meses

Vejam só este cado da americana Mary Helen Bowers, de 34 anos, que é bailarina profissional, e conhecida por treinar as Angels da Victoria’s Secret, além da atriz Natalie Portman para seu papel no filme Cisne Negro. Agora, chama a atenção por continuar a treinar mesmo grávida de 39 semanas.
Dançando Ballet Grávida até os 9 meses

“Ao continuar a me exercitar e a dançar durante a gravidez, sinto uma dupla recompensa por manter a minha rotina habitual, mas sabendo o tempo todo que o bebê está compartilhando meu dia”, disse. Mary acrescentou que manter o corpo ativo tem ajudado a aliviar efeitos colaterais desagradáveis da gestação, como dor nas costas e inchaço. “Sinto-me ótima e pretendo treinar até o fim.”


É claro que conta com aval médico!
“(Meu médico) é extremamente favorável a que eu continue com o meu treino, mas também que mantenha a minha rotina regular”. Criadora da série de treinos em vídeo Ballet Beautiful, ela pretende agora montar uma série em vídeo de balé para grávidas. “A gravidez pode ser um momento muito emocionante e criativo”.


O legal é que a Mary posta altas fotos no Instagram dela (http://statigr.am/viewer.php#/user/40866964/) em que aparece dançando grávida.
Dançando Ballet Grávida até os 9 meses

“Minha abordagem tem sido a de abraçar a minha gravidez e meu físico em constante mudança. Em vez de lutar contra as mudanças no meu corpo, as comemoro e adoro ver outras mulheres fazendo a mesma coisa”, disse.
Número de Visualizações: 600

Até que ponto é saudável realizar exercícios físicos durante a gravidez?

“Um erro clássico durante a gravidez é a mulher que pratica exercícios físicos achar que não precisa (e não querer) modificar sua rotina. Por quê? Porque gravidez não é doença, mas elas só se esquecem que é uma condição especial e, como tal, deve ser revista toda e qualquer aplicação de exercícios e modalidades, desde a intensidade fisiológica até a execução biomecânica”, explica Gizele Monteiro.


Assim como a Zazou, referência entre as gestantes e mamães brasileiras, a personal gestante, parceira da Zazou de longa data, questionou ao ver as imagens na internet da fisiculturista Lea-Ann Ellison, que aos oito meses de gravidez do terceiro filho, postou seus treinos de bodybuilder cotidianos de levantamento com peso.
"Ao analisar os vídeos até percebemos que a carga está reduzida (perto do que ela treina, percebemos isso pela facilidade com que ela faz os momentos), mas a gestante ainda mantém exercícios que não são adequados por comprometer pontos e regiões que são sensíveis na gestante. Mesmo atletas devem modificar a biomecânica dos seus movimentos", explica ela.

“Quem não é especialista (em exercícios na gravidez) não entende que essas posturas e exercícios podem romper sua linha alba (região central do seu músculo abdominal), promovendo uma grande diástase (lembrando que essa no caso da atleta já é sua terceira gestação). A americana gestante faz as atividades com a coluna desalinhada e com uma lordose aumentada pela gravidez, postura que pode levar ao aparecimento de uma hérnia de disco (mesmo sendo sua musculatura fortalecida)”, diz Gizele.


A personal gestante enfatiza que na gravidez as mudanças biomecânicas e posturais, além dos efeitos hormonais sobre as articulações facilmente, podem favorecer riscos a sua coluna, ainda mais com exercícios inadequados como esses da Lea-Ann Ellison. O músculo abdominal e o assoalho pélvico na fase em que ela se encontra estão com efeitos hormonais e não apresentam mais a mesma eficiência para dar suporte e controle para a coluna.
“Mesmo com a musculatura fortalecida, está errado e ponto. Claro que ela tem condição física, mas a gravidez é um momento especial para o corpo da mulher. A mulher deve desacelerar e mudar um monte de coisas em seu programa. Ao realizar uma pesquisa rápida pela internet podemos ver que não é só ela que tem feito treinos intensos e com movimentos completamente inadequados. É chocante o que vemos!!! Exercícios na gravidez devem ser seguros e controlados”, ressalta a Personal Gestante.


Segundo Gizele, no programa "Gravidez em Forma", cuidamos de cada detalhe de movimentos, analisamos a freqüência cardíaca, temos atividades físicas especiais para fortalecimento do assoalho pélvico e da lombar, preparando também a futura mamãe para o parto e pós-parto.
Completa ela: “Claro que não sabemos sobre o controle cardíaco dela, mas aqui deixo claro que o exercício intenso e sem controle fisiológico leva a um risco cardíaco para a mulher e também sobre o bebê, que pode ter comprometido o seu aporte sanguíneo e de oxigênio. Os "exercícios adequados" durante a gravidez são fundamentais para proteger a saúde da mamãe e do bebê".


De acordo com Gizele, durante a gravidez o organismo da mulher passa por uma série de alterações em seus sistemas: biomecânicas, posturais, fisiológicas, mas essencialmente as hormonais e metabólicas são de grande importância para a saúde da mulher e do bebê.

A mulher nesse período terá uma elevação dos seus níveis de progesterona e isso altera o apetite, fazendo a gestante ter mais fome. Isso porque os hormônios atuam no centro de apetite e saciedade, localizado no sistema nervoso central. O exercício e um controle alimentar são de extrema importância para manter a saúde materna e fetal, fazendo com que a gestante controle seu peso e não engorde mais do que o necessário.

O programa Gravidez em Forma (www.gravidezemforma.com.br) foi elaborado para que as gestantes possam manter o controle do seu peso com orientações saudáveis e adequadas, desde a alimentação até o exercício.
“O exercício e uma alimentação saudável durante a gravidez facilitará também o retorno depois de ter dado à luz e, portanto, obter os benefícios em longo prazo para a saúde. Entre outras coisas, esses benefícios podem incluir alguma proteção contra doenças do coração e hipertensão, osteoporose, obesidade, entre outros”, diz Gizele.
Número de Visualizações: 596

Grávidas em Forma para as festas de fim de ano e sem inchaço no verão

Personal Gestante Gizele Monteiro, parceira de longa data da Zazou, apresenta abaixo algumas boas dicas práticas com um passo a passo simples e dicas essenciais para as futuras mamães manterem a forma nas festas de final de ano.

Uma gravidez em forma é o sonho de toda mulher. Ainda mais no verão. Mas ficar em forma depende do ganho de peso e inchaço. No final da gravidez o corpo da mulher possui maior volume sanguíneo e de líquidos. É justamente nessa época do ano que também a mamãe pode ganhar mais peso facilmente, com o agito dos preparativos das festas e com o calor excessivo do verão. Com isso ela tende a ficar mais cansada e inchada.
“O inchaço ocorre progressivamente ao longo do dia, intensificando-se no final da tarde e no começo da noite. Além de pés e pernas, há outros locais do corpo que também podem apresentar inchaço, como as mãos, rosto e nariz”, explica a mestra em exercícios no Brasil, Gizele Monteiro- personal gestante e autora do e-book "Gravidez em Forma".


Segundo a especialista, há dicas essenciais para driblar alguns sintomas e aproveitar essa época do ano, mesmo quem estiver na praia, aliando esse momento especial da vida. Sempre, é claro, com a liberação do obstetra. A meta é apresentar sugestões de exercícios que promovem o condicionamento físico e bem estar com os cuidados que uma gestante precisa. São elas:

1- Faça uma alimentação balanceada durante todos os dias, preferindo por uma alimentação leve e saudável;

2- Procure optar por alimentos mais leves nas festas;

3- Aproveite o seu tempo livre para realizar uma caminhada, de intensidade leve a moderada, sem exageros.

4- Mantenha-se hidratada, beba água antes, durante e após a atividade. Também hidrate-se com sucos naturais, eles contém nutrientes importantes para uma gestante;

5 – Se a mamãe estava sedentária, procure fracionar o tempo da caminhada, realizando pouco tempo várias vezes ao dia, 10 a 15 minutos – duas a três vezes ao dia;

6 – Já as mamães que já realizam exercícios com freqüência manter o tempo de 20 a 30 minutos de forma contínua, podendo realizar entre uma e duas vezes ao dia;

7- Se ficar cansada, no outro dia descanse. A proposta da atividade nesta época é apenas para que não fique totalmente parada, comendo e aumente o seu peso. O aumento de peso irá piorar o inchaço.

8- Procure sempre usar o protetor solar, independente do horário do dia, afinal queremos evitar qualquer mancha na pele. Boné ou chapéu também são adereços interessantes para essa proteção. Use e abuse;

9- Caminhadas na areia são ótimas. Você pode usar a água como resistência, isto se a praia for plana. Apenas observe se a resistência da água não está sendo cansativo para você;

10- Praia de tombo (com inclinação) não é a mais indicada para realizar a caminhada para gestantes, pois a postura não fica adequada, podendo predispor a dor lombar e pélvica, então opte pela Orla;
Existem alguns exercícios e massagens que auxiliam a amenizar o inchaço.
“Exercícios e massagens são muito importantes na prevenção e redução de inchaço. O movimento de pés e pernas ajuda no retorno do sangue, diminuindo a quantidade de líquidos nas pernas e amenizando dessa forma inchaço acontecer”, diz a personal gestante.


· Estique suas pernas em uma cadeira, deixando-as na linha do quadril. Faça movimentos para cima, para baixo e circulares com os tornozelos.
· Sente-se na ponta da cadeira e realize a elevação dos calcanhares. Realize em torno de 10 movimentos a cada hora.
· Apóie-se em uma parede e realize a elevação dos calcanhares. Realize de 8 a 10 movimentos a cada hora.
· Sentada em uma cadeira, utilize uma bolinha de tênis ou borracha para realizar uma pressão massageando a planta dos pés. Além da pressão, a mamãe pode também deslizar a bolinha sob a planta dos pés. Passe por todo o arco do pé, calcanhares e ponta dos pés.
Por fim fica a dica do projeto "Gravidez em Forma", aonde as futuras mamães já podem ter acesso a dicas com a personal gestante Gizele Monteiro para controlar o seu peso na gravidez. Basta acessar o site e se cadastrar para receber em seu e-mail as dicas saudáveis para sua gravidez e aproveitar o verão para ficar em forma na gravidez: www.gravidezemforma.com.br
Número de Visualizações: 595

Video = Exercicios Durante a Gravidez = Hidroginástica para Gestantes

As grávidas devem continuar a praticar atividades físicas, e fazer seus exercícios, e o que é muito recomendando é a Hidroginástica. Veja por que em detalhes no vídeo abaixo, com depoimento de grávidas que estão praticando.


E você o que tem feito?
Número de Visualizações: 551

Fazer Exercícios Durante a Gravidez

Se você está pensando em engravidar ou já está grávida não precisa sentir medo do exercício, basta procurar a atividade física mais adequada às suas características. Isso, claro, se não houver nenhuma contraindicação médica. Então, comece agora, ou, se já esta na ativa, fique tranquila e continue, prestando atenção a algumas limitações.

Para as gestantes, os exercícios devem ser moderados e não ter impacto. Além disso, é preciso dar especial atenção às articulações e à coluna e, assim, conseguir benefícios para a mulher e também para o bebê.

Ressalta-se que, até o terceiro mês de gravidez, o cuidado deve ser redobrado. Para quem já está praticando, segue-se a atividade com cautela, para quem quer começar os exercícios, o ideal é esperar finalizar as primeiras 12 semanas e, aí sim, iniciar, de forma leve e gradual, pois, neste período, o embrião está se fixando no útero, e a mãe está em adaptação.

É importante saber que a falta de atividade física e a vida sedentária durante todo o período gestacional aumentam a probabilidade de problemas na coluna e nas articulações, além de algumas gordurinhas extras e indesejadas. O ideal é que as gestantes aceitem o desafio de, mesmo com aquele barrigão, renderem-se à musculação, ao pilates, à caminhada, à natação, à hidroginástica, ao treinamento funcional, ao alongamento etc. Frisa-se a necessidade do acompanhamento de profissional que oriente e monitore o treinamento.

A prática de atividade física fortalece e tonifica os músculos, melhora a postura e a autoestima, alivia as dores lombares, ajuda na manutenção do peso, evita a formação de varizes e aumenta a resistência cardiorrespiratória e muscular, ajudando no trabalho de parto e pós-parto.

Para as gestantes, a respiração merece atenção especial, pois não se pode fazer os movimentos de força trancando o ar. Também é importante ressaltar o cuidado com as articulações, pois, durante a gravidez, a mulher tem alterações causadas pela ação da relaxina, um hormônio que inibe a atividade uterina e provoca hiper-relaxamento ligamentar e articular.

Esclarece-se que a atividade física é contraindicada apenas em casos específicos como obesidade, históricos de trabalhos de parto prematuro, anemia e diabetes, sempre analisando caso a caso. Enfim, os objetivos principais do exercício na gravidez são proporcionar a manutenção da capacidade funcional e do peso corporal, facilitar o trabalho de parto, prevenir doenças, ajudar na formação de uma imagem corporal positiva, melhorar a condição física após o parto e, sempre, melhorar a qualidade de vida com saúde.

Bons treinos e muita saúde!
Número de Visualizações: 789

Vídeo = Pilates na Gravidez

Vejam no vídeo abaixo várias dicas sobre a prática do pilates durante a gravidez.
Número de Visualizações: 649

Vídeo = Atividade física na gravidez

Vejam abaixo um vídeo com especialistas dando dicas sobre as atividades físicas na gravidez.
Número de Visualizações: 654

Médicos criticam relação de exercício na gravidez com cérebro de bebê

Um estudo feito pela Universidade de Montreal, no Canadá, e apresentado resumidamente em um congresso anual da Sociedade de Neurociência dos EUA em San Diego, aponta que praticar exercícios físicos moderados na gravidez, de 20 minutos durante três vezes por semana, pode aumentar o desenvolvimento do cérebro dos bebês. Os resultados, obtidos com 18 mulheres (10 ativas e 8 sedentárias) e seus filhos, escolhidos aleatoriamente, ainda são considerados preliminares e não foram publicados em revista científica.

A pesquisa foi amplamente repercutida por veículos de comunicação pelo mundo. No entanto, o Serviço Nacional de Saúde (NHS, na sigla em inglês) do Reino Unido e médicos questionaram suas conclusões.

Para chegar aos resultados, os autores da pesquisa testaram, por meio de um eletroencefalograma (como na foto ao lado), a atividade cerebral dos recém-nascidos entre 8 e 12 dias de vida.

Aqueles cujas mães haviam se exercitado regularmente apresentaram uma maior maturidade cerebral, equivalente a crianças de 4 a 6 meses, e um aumento da atividade no lobo temporal (responsável por funções como memória, fala e linguagem), apontam os pesquisadores, liderados por Elise Labonte-LeMoyne e Dave Ellemberg. Essa vantagem inicial observada em algumas crianças poderia ter um impacto durante toda a vida, acreditam os autores. A equipe quer agora descobrir se a atividade física da mãe também pode ajudar os bebês a falar e adquirir outras habilidades mais rápido.

Após a repercussão do trabalho, o NHS publicou uma nota afirmando que os resultados divulgados são apenas um resumo e ainda não foram revisados por outros cientistas para serem publicados – por essa razão, não seria possível, neste momento, avaliar a qualidade e a confiabilidade do estudo.

O NHS também fez um alerta sobre o modo, ainda desconhecido, como as voluntárias foram escolhidas e recrutadas, pois os critérios de inclusão ou exclusão da pesquisa não ficaram claros. Isso porque as mulheres mais ativas já poderiam ser também as mais saudáveis em geral - por exemplo, terem uma dieta melhor, não fumarem e apresentarem maior nível de escolaridade.

Os cientistas responsáveis pelo trabalho disseram que os resultados já foram revisados para a conferência da Sociedade de Neurociência e serão submetidos a uma revista científica revisada por pares.

Um dos líderes do estudo, o neurocientista e professor Dave Ellemberg, disse ainda que os britânicos estão corretos ao fazer essas perguntas, e a equipe responsável pelo trabalho compartilhou da mesma preocupação.
"Usamos um protocolo de controle randomizado, em que as mulheres que aceitaram participar foram aleatoriamente designadas a fazer ou não os exercícios. Em seguida, por meio de questionários, entrevistas e internet, fomos capazes de determinar que os dois grupos eram comparáveis. Isso porque não foram encontradas diferenças estatísticas nos hábitos de exercícios pré-gravidez, nos níveis sócio-econômico e educacional, na massa corporal e no peso das voluntárias", explica.


Sobre determinadas condições médicas, tabagismo, consumo regular de álcool e outros hábitos pouco saudáveis, esses já eram critérios que faziam parte do sistema de exclusão da pesquisa, rebate Ellemberg.

Para o NHS, praticar exercícios físicos durante a gravidez é recomendado, mas isso não tornará um bebê mais ou menos inteligente, e sim ajudará a reduzir os riscos de complicações ao longo da gestação e na hora do nascimento, para favorecer um parto vaginal.

Sobre vincular essa pesquisa a um maior nível de inteligência das crianças, Ellemberg diz que essa relação não foi feita pela equipe.
"Isso seria um salto, e seria bom. Mas, por enquanto, sabemos que as áreas do cérebro que acreditamos estar envolvidas na memória de longo prazo são mais maduras. Talvez isso também seja verdadeiro para outras regiões cerebrais. Faremos um acompanhamento de um ano que poderá nos dar essa resposta. Prevejo que deve haver alguma ligação entre uma fala mais rápida e um desenvolvimento motor maior com um QI melhor", analisa o neurocientista.



Segundo o ginecologista e obstetra Marco Antonio Borges Lopes, professor associado da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e autor do livro "Atividade física na gravidez e no pós parto", pela editora Roca, não é possível estabelecer uma relação de causa e efeito com base no estudo canadense.
"O que a gente sabe hoje é que a atividade física é certamente boa para a mãe, evita o excesso de peso, a diabetes gestacional, o aumento da pressão arterial, as dores musculares ou ósseas e alterações nos níveis de açúcar no sangue do feto, além de preparar a mulher para o parto. Benefícios futuros, porém, ainda são apenas especulações, nenhum trabalho conseguiu provar isso", destaca Lopes.


Na visão do ginecologista e obstetra Waldemir Rezende, do Hospital das Clínicas da FMUSP, só é possível avaliar a atividade do cérebro de uma criança a partir dos 3 a 5 anos de idade, quando ela começar a usar sua capacidade intelectual. De acordo com o médico, critérios subjetivos encontrados agora pelos pesquisadores podem não representar nada no futuro, pois é muito cedo para validar alguma descoberta.
"Estudar 18 casos não é um trabalho científico; seriam necessárias no mínimo 30 mulheres e segui-las, junto com seus filhos, por pelo menos 10 anos. Exercícios são bons e altamente recomendados, mas não é isso que fará um bebê virar um gênio", diz Rezende.


Segundo Ellemberg, um dos líderes do estudo, encontrar essas participantes específicas já foi um desafio. Quanto ao número considerado baixo, ele contesta que achar resultados estatisticamente significativos em uma amostra pequena indica que houve um forte efeito.
blockquote>"A única razão pela qual os trabalhos científicos têm uma grande quantidade de voluntários é para reduzir a variância, o ruído estatístico. Portanto, isso torna nossa descoberta ainda mais impressionante", aponta.

Ainda de acordo com Ellemberg, acompanhar essas mulheres a longo prazo é realmente necessário para saber como a descoberta evolui, apontar tendências e possibilidades. Mas a equipe não está pensando nisso agora.

Em relação aos exames de imagem feitos em bebês tão pequenos, o pesquisador diz que a escolha do teste em recém-nascidos é um dos principais pontos fortes do protocolo usado, "porque podemos comparar os dois grupos de crianças antes que eles sejam expostos a fatores externos de maturação do cérebro, sobre os quais temos pouco controle".
"Podemos apenas especular como serão esses resultados mais adiante, mas as chances de que esses bebês tenham uma forte vantagem inicial é grande", acredita Ellemberg.


Apesar de contestarem os resultados da pesquisa canadense, os obstetras ouvidos pelo G1 recomendam atividades regulares para as gestantes, sempre com supervisão de um médico e um preparador físico – principalmente se for uma gravidez de risco ou a mulher for sedentária.

Segundo o ginecologista e obstetra Paulo Margarido, professor da FMUSP e chefe da divisão de ginecologia do Hospital Universitário da USP, exercitar-se durante a gestação traz benefícios cardiorrespiratórios, fortalecimento muscular e ainda pode evitar riscos de aborto ou nascimento prematuro.
"Estimular a mulher a se manter ativa desde o início da gravidez também se traduz em fetos mais saudáveis e menos sujeitos a problemas de crescimento", afirma Margarido.


O obstetra Waldemir Rezende acrescenta que o ideal é que as mães escolham opções lúdicas, prazerosas, que ajudem a alongar o corpo, respirar melhor, e não provoquem desconforto. As praticantes também não devem intensificar o ritmo dos exercícios nesse período, mas manter o que já vinham fazendo antes ou até desacelerar um pouco. Além disso, é importante se manter alimentada a cada 3 horas e se hidratar bem.
"A hidroginástica é a melhor alternativa, pois tem temperatura controlada, baixo impacto, não há pressão sobre a coluna vertebral nem risco de torções. A natação também é indicada, mas em um ritmo mais leve", recomenda Rezende.


O médico explica que a atividade física ainda aumenta as taxas de cortisol (hormônio do estresse) no sangue, o que pode ajudar a acelerar a maturidade do pulmão e do sistema nervoso central do feto. Em excesso, porém, esse hormônio favorece o ganho de peso e a retenção de líquidos para a mãe, e o aumento nos níveis de insulina para ela e o filho.
"É importante também que a mulher não aumente sua temperatura corporal acima dos 39° C durante os exercícios, pois isso pode causar malformações no tubo neural do embrião, como espinha bífida (a coluna não se fecha). Essa é uma temperatura crítica, mesmo que por pouco tempo, como 10 a 15 minutos", explica Rezende. Estimular a mulher a se manter ativa desde o início da gravidez também se traduz em fetos mais saudáveis e menos sujeitos a problemas de crescimento"


Além disso, durante a gravidez, as mulheres têm maior risco de hipoglicemia (queda nos níveis de açúcar no sangue) e de torções ou contusões, porque as articulações ficam mais úmidas e moles, como forma de preparação para o parto.
"Exercícios mais intensos como musculação podem aumentar a pressão no músculo abdominal e desencadear um parto prematuro. Halterofilismo é totalmente proibido, porque ainda força a coluna e pode gerar uma hérnia de disco", ressalta Rezende.


De acordo com o obstetra, a melhor medida para saber se um exercício está exagerado é ver no dia seguinte se existe dor muscular ou cãibra, sinal de que houve produção de ácido lático nos músculos.
Número de Visualizações: 578

Video = Dicas para Ter uma Gravidez Em Forma pela Personal Gestante Gizele Monteiro

Queria hoje dar a dica de um novo serviço que a personal gestante Gizele Monteiro esta oferecendo com dicas bem úteis através de sua lista particular para mulheres grávidas no site Gravidez em Forma, aonde ela dá dicas de como manter o peso e se sentir bonita durante toda a gravidez em:

http://www.gravidezemforma.com.br/

Seguem abaixo alguma destas primeiras dicas de muitas que ela vai lhe dar e que certamente irão lhe ajudar no seu dia-a-dia, um caminho para manter a forma na gravidez, controlar o peso e melhorar sua qualidade de vida e do seu bebê.

Há anos, que ela defende que se a gestante deseja manter a forma, ela precisa de informação de qualidade. Por isso, não tenha nenhuma dúvida que é isso que você irá receber. Assim vai saber exatamente o que fazer para começar do jeito certo e Assumir esse Compromisso pela saúde do seu filho e por você!

Veja um video com dicas da Gizele como é Possível manter a Forma na Gravidez:


Para outros videos e mais dicas acessem o site da Gizele. Recomendamos.
Número de Visualizações: 646

Video = Especialistas alertam sobre perigo de exercícios pesados durante a gravidez

Imagem de grávida malhando para valer em algumas redes sociais, sem se importar com o barrigão, causou espanto no mundo inteiro.

Será que essas mulheres não estão exagerando?

Tanto que os especialistas alertam sobre perigo de exercícios pesados durante gravidez. Veja no vídeo abaixo uma matéria do Fantástico, mostrando alguns especialistas, entre elas nossa querida parceria Gizele Monteiro, que encontrou outras futuras mamães que também gostam de malhar mas que tomam cuidado.


Lembrando de para as grávidas que querem praticar suas atividades físicas com moderação e orientação médica, de que a Zazou tem uma linha completa de Fitness com modelagem especializada, que vai deixa-la não apenas bonitas, mas principalmente confortável e seguras para praticar sua ginástica ou hidro durante a gestação.
Número de Visualizações: 633

Vídeo = Hidroginástica na Gravidez

Vejam a Marcella dando dicas sobre a hidroginástica na gravidez.


Lembrando de que a Zazou tem uma linha completa de maiôs para hidro com modelagem própria para gestante.
Maio para Hidroginástica na GravidezMaio para Hidroginástica na Gravidez
Número de Visualizações: 639

Correr na Gravidez

A gravidez é um momento de atenção e cuidado, mas não impede que as mulheres tenham de abandonar as corridas ou qualquer outra atividade física.

Associada a mudanças no corpo e no organismo da mulher, o exercício não apresenta riscos e até traz benefícios para a mãe e para o bebê que vai nascer. Porém, é imprescindível a aprovação de um médico ou ginecologista antes de começar a correr.

A corrida liberta endorfina, o que deixa as grávidas mais tranquilas, leves e menos ansiosas. Por sua vez, o bebê também beneficia do mesmo, desenvolvendo mais tolerância ao stress e melhor evolução neurológica.

Para as mulheres que já praticavam desporto, o recomendado são até cinco treinos por semana, em níveis leves e moderados. O ideal é correr distâncias curtas, evitar subidas e descidas, pisos irregulares com buracos e lugares com pouca iluminação.


Não há altura exata em que as grávidas devem parar de correr. Há mulheres que correm até poucos dias antes do parto, outras que param mais cedo mas, em média, é no sétimo mês de gestação que muitas decidem suspender a prática de exercício. É importante ficar-se atento aos sinais do corpo e parar quando se sente desconforto.

Por outro lado, caso a mulher decida ser ativa apenas após engravidar, na maioria das vezes por receio de ganhar peso depois do parto, deve iniciar com caminhadas leves, apenas três vezes por semana.

Lembrando de que a Zazou tem uma linha completa de roupas de fitness para gestante.
Moda Fitness para Gestante da ZazouModa Fitness para Gestante da Zazou
Número de Visualizações: 641

Vídeo = Márcio Atalla dá Dicas sobre as Atividades Físicas na Gravidez

Você tem feito algum tipo de ginástica e/ou malhação durante a gravidez?

Vejam no video abaixo o especialista Márcio Atalla falando e dando dicas sobre as stividades físicas na gravidez.
Número de Visualizações: 597

Pode correr durante a gestação?

Quando o teste de gravidez dá positivo, é natural que apareçam muitas dúvidas sobre quais exercícios estão liberados nessa fase. Será que é possível correr?
“Essa resposta deve ser dada pelo médico. É ele quem precisa avaliar se a paciente está em condições de praticar atividade física, se a gestação é normal, se não há riscos e checar diversos outros fatores que envolvem a saúde da mãe e do bebê”, responde Mário Sérgio Andrade Silva, diretor técnico da assessoria esportiva Run & Fun e técnico pentacampeão da Maratona Disney, em entrevista à revista Runner´s World.


Mas a pergunta que fica é: depois do sim do médico, as gestantes saudáveis devem ou não fazer exercícios?

Os especialistas dizem que mamães podem e devem se exercitar em níveis leves (60%-70% da frequência cardíaca máxima, ou FCM) a moderados (75%-85%). Estudos mostram que atividades intensas (acima de 85% da FCM) prejudicaram a oferta de oxigênio ao bebê.

As pesquisas recentes também apontam que atividades físicas de até 1 hora não oferecem risco de elevação excessiva da temperatura corporal, fator que poderia oferecer complicação à gestante e ao feto. Com relação à frequência, há algumas décadas, recomendava-se limitar a três sessões semanais, mas atualmente a orientação é de que é possível se exercitar entre três e cinco vezes por semana. Ainda de acordo com os estudos, não há restrição quanto ao tipo de atividade a ser praticada.

E no caso das corredoras?

Se a gestante já corria antes da gravidez, a chance de poder continuar treinando é maior, mas tudo vai depender do aval do médico. Quanto mais condicionada, mais tranquilo será esse processo. Já para mulheres que começaram a correr há pouco tempo ou não têm muito condicionamento, a orientação de Mário Sérgio é pegar bem leve, pelo menos nos três primeiros meses da gravidez. Para aquelas que estão pouco ou mal condicionadas, até um trote pode ser excessivo. Lembrando sempre que o treinador tem que atuar de acordo com as recomendações médicas.

Vale lembrar ainda que a corredora deve evitar percursos mal iluminados, esburacados e até mesmo o sobe e desce das calçadas. Assim, é possível evitar quedas. A esteira pode ser uma alternativa mais segura nessa hora.
Número de Visualizações: 864

A grávida pode praticar pilates durante a gestação?

A gravidez é um momento de diversas mudanças emocionais, hormonais e físicas para a mulher. Um importante hormônio cuja quantidade aumenta durante a gestação é a relaxina, que promove maior frouxidão e alongamento das articulações no intuito de preparar a pelve para o parto. Assim, a estabilidade de todas as articulações fica reduzida pela presença desse hormônio.

Para amenizar essas transformações no corpo, a mulher precisa realizar um programa de atividade física que promova tranquilidade, bem-estar e qualidade de vida durante a gestação e que ofereça o menor risco possível para o feto.

O método pilates surge como um importante programa de atividade física, pois é constituído por movimentos calmos, controlados e fluidos. Com o pilates, a gestante obtém aumento do tônus da musculatura do assoalho pélvico e abdome (que formam um conjunto de músculos de suporte à cavidade inferior e anterior abdominal) e tem redução de dores lombares (com o treinamento a musculatura lombar se mantém forte e alongada).

As mulheres que já praticavam pilates antes da gravidez podem iniciar a prática nos primeiros meses da gravidez. As iniciantes no método devem começar a partir do quarto mês de gestação. Em ambas as situações, as aulas somente podem iniciar após o consentimento médico. Após o parto, geralmente, as mulheres podem voltar a pratica de pilates a partir da sexta semana. Os exercícios são fundamentais e acelera o retorno do corpo tal qual era antes a gravidez.
Número de Visualizações: 583

Video = Dicas para Manter o Peso Ideal Durante a Gravidez

Vejam no video abaixo uma especialista do Programa "Eu Magro" da Clínica Win Saúde, que dá dicas ajudando as gestantes a não excederem o peso ideal nos nove meses da gravidez.


Lembrando de que no site da Zazou tem uma calculadora online gratuita que diz qual deveria ser seu peso ideal a cada semana de sua gravidez de acordo com sua altura e perfil em:

http://www.zazou.com.br/home/default.asp?id=calculadoras&pg=peso_ideal
Número de Visualizações: 823

Video = Gravidez com Saúde

Vejam um video abaixo do programa Simplesmente Amigas com uma personal trainer falando de sua gravidez com saúde.
Número de Visualizações: 712

Praticar natação durante gravidez pode causar alergias no bebê

Os benefícios das atividades físicas a todos, inclusive às gestantes, são bastante divulgados pelos médicos. Mas uma pesquisa realizada na Inglaterra e publicada no British Journal of Dermatology mostrou que praticar natação pode provocar alergias no bebê após o parto.

Cientistas do Instituto de Dermatologia St. John e da Universidade de Manchester disseram que substâncias químicas comuns usadas nas piscinas, como o cloro, além de outros usados para limpeza, são responsáveis pelo crescimento das alergias nos últimos 50 anos. Nesse período, o número de casos cresceu mais de cinco vezes. A exposição aos produtos afetaria o sistema imunológico do bebê ainda no útero materno, deixando-os mais suscetíveis a problemas como eczema e asma. Outra hipótese para o aumento de casos como esses seria o estilo de vida longe da sujeira ou do ambiente natural, o que deixaria o corpo mais propenso a irritações.​

Apesar do alerta, os médicos mantiveram a recomendação de que grávidas devem manter rotina de exercícios. "Ainda estamos investigando as reais causas do aumento nos casos de alergias. Por enquanto, não provamos nada, é uma hipótese, mas sabemos que usamos muito mais substâncias químicas do que há 50 anos, seja nos itens de higiene pessoal ou nos alimentos processados", disse o médico John McFadden, do Instituto de Dermatologia St. John.
Número de Visualizações: 677

Video = Exercícios para Gestantes com Gizele Monteiro

Vejam no video abaixo a personal gestante Gizele Monteiro falando sobre as particularidades dos Exercícios na Gestação em entrevista para o SBT.


Lembrando de que a Zazou tem uma linha completa de roupas de ginástica para grávidas com uma modelagem especializada!
Número de Visualizações: 880

Video = Gravidez Ativa e Saudável com Atividades Fisicas

Vejam no video abaixo como ter uma gestação ativa e saudável com atividades fisicas.


Lembrando de que no próximo sabado teremos o evento gratuito do Dia da Gestante, quando teremos uma prévia e degustação prática do tema. Não pode perder e ainda temos vagas pelo email: contato@gizelemonteiro.com.br ou pelo Fone (11) 99651.8909.
Número de Visualizações: 720

Dicas de como voltar à forma após a gravidez sem sair de casa

O dia a dia com bebê requer cuidados e atenção especiais. Muitas vezes, a mamãe acaba não tendo tempo para cuidar de si mesma, por exemplo, realizar atividades físicas em uma academia.

No inverno, essa situação ainda é mais comum, porém o pós-parto é uma fase que essa mulher quer voltar à forma o quanto antes, principalmente se o ganho de peso durante a gravidez foi maior que o esperado. Nesta época do ano também existe outro agravante, a escolha de alimentos mais calóricos, comprometendo ainda mais o peso. Por isso, os cuidados devem ser redobrados e o exercício passa a ser um aliado da gestante nesse período.

Atenta para esses cuidados com a mamãe, a personal gestante Gizele Monteiro, velha parceira da Zazou de longa data, e diretora do programa de exercícios Mais Vida Gestantes (www.maisvidagestantes.com.br), apresenta abaixo algumas orientações para realizar os exercícios em casa, utilizando acessórios simples, com preços acessíveis como estes: cadeira ou bola suíça, banda elástica, colchonete, uma bola pequena.

Gizele é idealizadora do “Personal Gestante Delivery”, que é uma consultoria com um programa elaborado para a mamãe fazer em casa, sem ter um educador físico várias vezes na semana em sua casa. O projeto torna possível o acompanhamento especializado ao alcance da mamãe brasileira, levando saúde em momento tão importante e necessário da vida dela. É importante saber é que, mesmo fazendo os exercícios em casa, esse público especial precisa de uma orientação prévia com um profissional especializado e com a liberação do seu obstetra. Essa consultoria em residência varia de R$200,00 a R$320,00, conforme a periodicidade do atendimento quinzenal ou a cada 30-40 dias.

Abaixo alguns exercícios que podem ser realizados em casa pela mamãe no pós-parto para amenizar ou prevenir dores nas costas, recuperando sua postura.
“Usaremos uma cadeira “ou” bola suíça, banda elástica ou elástico e uma pequena bola de borracha”, explica a personal Gizele.


A) Para o Fortalecimento:

1) Fortalecimento dos músculos das costas em pé.

Esse exercício auxilia no retorno da postura no pós-parto. Em pé, postura ereta, abdômen contraído e joelhos levemente flexionados. Segurar a banda com as duas mãos dando uma tensão leve a moderada ao abri-la. Os braços devem estar estendidos à frente do corpo na altura dos ombros. Abri-los totalmente até chegarem à linha lateral do corpo. Realizar de 5 a 10 repetições puxando a banda abrindo-a e soltando-a sem deixá-la frouxa. Não realizar tranco nos movimentos, ele deve ser contínuo e fluente.

2) Fortalecimento dos músculos das costas.

Esse exercício auxilia no retorno da postura no pós-parto. Sentar confortavelmente sobre a bola ou cadeira, com a postura ereta e abdômen contraído. Passar a banda por baixo dos 2 pés. Realizar a tração da banda para trás e com os braços estendidos. Esse exercício fortalecerá os músculos dos braços e também das costas. Realizar de 5 a 10 repetições puxando a banda e soltando-a sem deixá-la frouxa. Não realizar tranco nos movimentos, ele deve ser contínuo, fluente e lento.

3) Fortalecimento dos músculos adutores e assoalho pélvico (conhecido também como períneo).

Esse exercício auxilia na prevenção de sintomas de incontinência urinária. Em caso de perda de urina, um médico e fisioterapeuta especializado devem ser consultados. Sentar confortavelmente sobre a bola ou cadeira, com a postura ereta e abdômen contraído. Colocar uma bola pequena de borracha (essas de brinquedo) entre os joelhos. Pressionar a bola concentrando também o movimento no quadril, contraindo conjuntamente o assoalho pélvico (períneo). Realizar de 5 a 10 pressões (repetições). Não realizar tranco nos movimentos, ele deve ser contínuo, fluente e lento.

B) Para Alongamentos:

4) Alongamento dos músculos posteriores da perna.

Sentada na bola ou cadeira posicionar o corpo em postura ereta e com o abdômen contraído. Estender uma das pernas à frente e passar a banda elástica por baixo do pé (da perna que foi estendida). Tracionar a banda e inclinar o tronco até o ponto de leve desconforto. O alongamento deve ser sem dor. Segurar por 10 segundos e retornar lentamente. Realizar agora na outra perna.

5) Alongamento dos músculos do tronco (peitoral e braços).

Sentada sobre a bola ou cadeira, pés bem apoiados ao solo e postura ereta. Segurando a banda pelas mãos, realizar a tração abrindo os braços na altura da cabeça e levá-los para trás, alongamento os músculos peitorais. Manter por 10 segundos.

6) Alongamento dos músculos do quadril e interno de coxa.

Sentada em um colchonete com um afastamento confortável das pernas, inclinar o tronco à frente mantendo a coluna ereta. Pode realizar o apoio de uma das mãos numa cadeira. Manter por 10 segundos.

Lembrando de que a Zazou tem uma linha completa de roupas de ginástica e fitness para gestante com modelagem especializada, que não vai deixar que fique pequena e apertando, tão pouco grande e larga e caindo como uma normal de tamanho maior. O segredo é este para que tenha caimento e conforto.
Número de Visualizações: 912

Dicas de Como Manter a Forma Durante a Gravidez

A dica hoje é da fisioterapeuta Vanessa Marques, que sugere para as grávidas algumas atividades simples que podem ser realizadas em casa e permanecer ágil os nove meses de gestação. Vejam abaixo algumas dicas práticas dela.
“A maioria das futuras mamães sentem dores lombares, pois o volume da barriga altera a gravidade e postura do corpo. Uma das formas simples e eficazes para diminuir este alto índice de lombalgia é levantar-se de forma correta. A melhor maneira de proteger a coluna é evitar dar impulso de frente ao sair da cama, pois há muita sobrecarga durante o movimento”, explica a especialista em gestantes e pós-parto.


Passo a passo:

- Vire-se de lado;
- Coloque os pés para fora da cama;
- Apóie os braços para sair da postura deitada para sentada. Com este gesto a gestante concentrará os esforços no braços e não na coluna;
- Já na posição sentada, aproveitar o momento para realizar alguns movimentos de alongamento:

Vanessa alerta as gestantes com ações rotineiras como não se esquecer de manter a coluna ereta; ao sentar encostar bem as costas e permanecer com os pés apoiados no chão. Não ficar muito tempo em uma posição só, evitar peso, como as compras de supermercado e sobrecarga nos joelhos, explica a especialista em gestação e pós-parto.

1) Aquecendo as mãos e braços:

- Girar as mãos lentamente para o lado direito e depois para o lado esquerdo com os punhos fechados. As duas mãos simultaneamente. Fazer movimentos de abrir e fechar as mãos, que ajudam para diminuir o inchaço e também a rigidez.

2) Região dos ombros e do pescoço:

- Girar lentamente para trás o ombro, associando com a respiração. Puxar o ar lentamente na subida do ombro e soltando o ar na descida. Tracionar levemente o pescoço para a lateral direita e depois para esquerda, sentindo o alongamento do músculo.
Número de Visualizações: 687

Video = Yoga para gestantes

Se você esta pensando em fazer Yoga durante sua gravidez, não pode deixar de ver a série de videos abaixo em que a Professora Myriam, mostra na prática uma série de exercícios próprios para gestantes, que quem sabe não pode experimentar.

Parte 1 de 4:



Parte 2 de 4:



Parte 3 de 4:



Parte 4 de 4:



Lembrando de que se precisar de roupas de fitness com modelagem própria para o corpo da grávida, a Zazou tem uma linha completa a sua disposição.
Número de Visualizações: 891

Video = Corpo em dia para gestante

Vejam no vídeo abaixo várias dicas de especialistas de como deixar o corpo em dia durante toda a gestação.


Lembrando de que a Zazou tem uma linha completa de roupas de ginástica com modelagem própria para o corpo da gestante.
Número de Visualizações: 919

Video = Alimentação e Exercícios na gravidez

Manter uma alimentação saudável é indispensável durante a gestação. Mas a prática de exercício físico durante a gravidez traz qualidade de vida e disposição. Veja mais detalhes sobre o tema no vídeo abaixo do programa Programa Viver Bem.
Número de Visualizações: 837

Video = Cuidados durante a gravidez com a Alimentação e Atividades Fisicas

A gravidez é um dos momentos mais importantes na vida de uma mulher. Por isso, alguns cuidados básicos são necessários para evitar alguns sustos indesejados na gestação. Sobre isso, no vídeo abaixo do programa Vida e Saúde, a apresentadora Teru Gouveia conversa com a obstetra Cláudia Amaral, também recebe uma educadora física para aprender exercícios para grávidas.
Número de Visualizações: 940

Video = Yoga + Massagens + Ginástica + Depilação na Gravidez

Vejam abaixo um video com dicas bem legais de especialistas sobre beleza e saúde na gravidez do Programa Tudo de Bom com a apresentadora Renata Queiroga.
Número de Visualizações: 831

Video = Exercícios durante a gravidez melhora o coração da mãe e do bebê

Vejam no video abaixo do programa Voce Bonita com a apresentadora Carol Minho grávida, vestido Zazou por sinal, com uma entrevista com o Cardiologista Dr. Hélio Castello sobre exercícios durante a gravidez melhora o coração da mãe e do bebê.
Número de Visualizações: 945

Treino funcional beneficia parto e garante gravidez sem dores

Nada de ficar deitada durante os nove meses de gravidez e sair comendo tudo o que tem vontade! A grávida “moderna” faz atividade física sim e os benefícios são mais do que saudáveis não só para ela como para o bebê.

Segundo a treinadora Daniela Azevedo, existem programas de exercícios físicos seguros e eficazes para gestantes, capazes de promover o bem estar e eliminar as dores durante a gestação.
“O treinamento funcional é um dos programas mais recomendados para gestastes por agregar dinamismo e otimizar os padrões de movimento que busquem funções como levantar, puxar, agachar e estabilizar visando as tarefas diárias e o período pós parto”, explica Daniela, afirmando que “as sessões de treinos são divertidas, inovadoras, seguras e adequadas para a capacitação física das gestantes”.


Dores na lombar são as principais queixas das gestantes e, segundo Daniela, o treino funcional é utilizado como uma medida preventiva para fortalecer, alongar e relaxar a região. A dor lombar durante a gestação varia de 50 até 80% das mulheres e são comuns após o sexto mês de gravidez. Apostar nas atividades de alongamento da cadeia posterior, tantos membros superiores quanto inferiores, e estabilização do tronco, quadril e cintura escapular ajudam as gestantes ganharem força e diminuir a sobrecarga nas articulações. Entre os exercícios para grávidas, os movimentos que reforçam a região pélvica estão inseridos em exercícios de adução e abdução do quadril e glúteos. Nessa mesma sessão é importante realizar o equilíbrio muscular já que nessa fase o corpo sofre alterações corporais além de metabólicas, pois auxiliam na amplitude de movimento e reforçam a musculatura da região. Mulheres que pretendem fazer parto normal, ou buscam um pós-parto cesariano sem problemas, devem apostar nesses exercícios, que podem ser realizados com mini bands, os conhecidos elásticos muito usados no treinamento funcional.

Esse teino é capaz de diminuir incidências de lesões e aumentar eficiência dos movimentos, além de melhorar o equilíbrio, coordenação motora e postura das gestantes. De acordo com Daniela, esses exercícios devem ser conduzidos apenas por profissionais capacitados e com conhecimento, já que a mulher sofre alterações corporais, além de adaptações fisiológicas e anatômicas.
“Até o terceiro mês, que é a fase de formação do bebê, não é muito recomendado realizar atividades físicas intensas. Porém, as grávidas podem fazer qualquer exercício, desde que um profissional a oriente e se atente a carga e intensidade dos movimentos”, finaliza.


Lembrando de que a Zazou tem uma linha completa de roupas de ginástica para grávidas, com modelagem própria especializada, que faz toda a diferença na hora de usar.
Treino funcional beneficia parto e garante gravidez sem dores  - Roupas de Ginástica para Grávidas
Número de Visualizações: 1605

Video = Musculação para Gestantes

Confira no Vídeo abaixo dica s de Musculação para todos produzido pela SaúdeJá em parceria com a Academia Bio Corpore!

Veja o circuito especial de exercícios que a gestante Viviane Marques, grávida de 5 meses, que teve liberação médica e sempre consta com a presença de um personal trainer.

Os exercícios durante a gravidez trazem benefícios, como: aumento de energia, melhora no sono, reduz desconfortos da gravidez, prepara para o parto, reduz stress, melhora confiança e ajuda a voltar o corpo como antes da gravidez

Veja a lista de exercícios abaixo:

Exercício 1: Pulley Tríceps
Exercício 2: Adutor
Exercício 3: Militar Máquina - Ombros
Exercício 4: Extensora
Exercício 5: Puxador fechado - Lombar
Exercício 6 : Abdutor
Exercício 7: Rosca Simultânea
Exercício 8: Mesa Flexora
Exercício 9: Peck deck
Exercício 10: Panturrilhas
Exercício 11: Elevação Lateral
Exercício 12: Elevação do púbis
Exercício 13: Esteira ou Elíptico
Número de Visualizações: 2151

Video = Hidroginástica para Gestantes

Vejam no video abaixo mais informações sobre a prática da hidro para grávidas.


Se você quer fazer hidro, e não tem o que vestir, saiba que a Zazou tem uma linha de moda praia, que inclui bikini e maiô próprios para hidro de gestante com uma modelagem apropriada e confortável.
Número de Visualizações: 1328

Benefícios do exercício físico durante a gravidez

Pedimos ajuda para a personal gestante Gizele Monteiro, que é por sinal uma das maiores referência no Brasil neste segmento, para nos ajudar a lhe mostrar passo a passo os benefícios do exercício físico durante a gravidez:

1) Ajuda a manter um peso saudável durante e após a gravidez;
2) Ajuda a dormir melhor e sentir-se menos cansada;
3) Menor propensão para desenvolver inchaço dos pés, tornozelos ou das mãos;
4) Reduz a ansiedade e ajuda no seu bem-estar;
5) Previne e alivia a dor nas costas;
6) Reduzir o risco de desenvolver diabetes durante a gravidez (diabetes gestacional).
7) Nas mulheres que desenvolvem diabetes durante a gravidez, o exercício físico pode ajudar no controle;
8 ) Reduz o risco de ter problemas com pressão arterial elevada durante a gravidez;
9) Prepara a musculatura e melhora a condição física geral para auxiliar no momento do parto, podendo ajudar num trabalho de parto mais consciente e com menos propensão a problemas ou complicações.
Gizele Monteiro e a LInha de Roupas de Ginástica para Gestante da Zazou e os Benefícios do exercício físico durante a gravidez


Lembrando de que a Zazou tem uma linha própria de roupas de ginásticas com modelagem própria para o corpo das gestantes, como esta da foto acima com a Gizele, que vai lhe proporcionar melhor caimento com conforto e segurança que precisa para malhar nesta fase.
“A atividade física durante a gravidez facilitará também o retorno depois de ter dado à luz e, portanto, obter os benefícios em longo prazo para a saúde. Entre outras coisas, esses benefícios podem incluir alguma proteção contra doenças do coração e hipertensão, osteoporose, obesidade, entre outros”, diz Gizele./blockquote>
Número de Visualizações: 3462

Video = Pilates para Gestantes

Vejam no vídeo abaixo uma entrevista com Fisioterapeuta Germana da Rocha Musi que explica o que é o pilates e como e por que as gestantes devem faze-lo.

Parte 1:


Parte 2:


Parte 3:

Número de Visualizações: 967