Dica de Livro para Grávidas = Mamãe Conta Tudo

Queria trazer outra dica de outro livro recem lançado pela Flavia Fiorillo do blog Mamãe sabe tudo (http://mamaesabetudo.blogspot.com) que dá dicas para as mães de primeira viagem em seu novo livro
“Mamãe conta tudo”
da editora Dash, reúne ideias e dicas para encarar com mais leveza a gravidez e os primeiros meses do bebê.

Dica de Livro para Grávidas = Mamãe Conta Tudo

O livro tem 158 páginas e custa aprox. R$ 39.

Autora do blog Mamãe sabe tudo, que é um dos mais conceituados em cool hunting para assuntos do universo infantil, fala em texto informal, moderno e divertido, sobre a gravidez aos desafios da amamentação, dos preparativos para a maternidade aos cuidados de higiene da mãe e bebê. A publicação ainda reúne ideias, dicas e soluções, todas caseiras, muitas dos tempos das nossas avós, para enfrentar com firmeza, e sem perder a ternura, a gravidez e os primeiros seis meses de vida da criança.

Foi a partir da troca de experiências com outras mães que Flavia encontrou a fonte para suas dicas, além de muita pesquisa e curiosidade sobre o tema. Neste primeiro volume de Mamãe conta tudo, sendo que o segundo volume será lançado no começo de 2013, a autora não esconde o ligeiro desconforto que a gravidez pode causar e dá dicas para ajudar a minimizar os enjoos, a se distrair no caso de uma gestação que exija repouso e a dar conta dos preparativos que antecedem o grande dia do parto.

Depois da chegada do bebê, quando começa a maratona da amamentação, Flavia reservou dicas valiosas não só para aliviar a dor nos seios mas também de como entrar em sintonia com o bebê, fazendo dessa uma experiência de fato inesquecível. E quando chegar a hora, ela conta sobre várias estratégias para ajudar a desmamar o bebê sem traumas para ninguém.

Flavia não para por aí: ela ainda sugere como escolher as roupinhas mais adequadas (para mãe e bebê), como facilitar a troca de fralda e criar rotinas que amenizem a privação de sono, além fazer um alerta para o risco da síndrome de morte súbita, o baby blues, e para o dilema das indecifráveis cólicas.

Como se estivesse em um bate-papo de mães no parquinho infantil, Flavia Fiorillo ampara a mãe de primeira viagem nos acidentes de percurso da maternidade e também com as tarefas que, embora pareçam banais, exigem uma boa dose de criatividade para torná-las mais fáceis. O texto final passou pelo crivo de profissionais das respectivas áreas: nutrição, pediatria e obstetrícia.

Segue abaixo algumas dicas práticas e legais das muitas que encontrei no livro Mamãe conta tudo:

1) Não existe absolutamente nada nem ninguém que possa nos preparar para o que está por acontecer quando você e seu filho se veem pela primeira vez. Várias amigas que se tornaram mães depois de mim perguntaram: “Por que você não me disse que era assim?”. Eu mesma fiz essa pergunta para uma mãe amiga quando minha filha nasceu. Agora sei por que ela nunca me preveniu e nem sequer me respondeu: definir “maternidade” é impossível, seja por palavras, música, dança, arquitetura ou artes plásticas. Só quem passa por isso entende.

2) Se você voltou ao trabalho e vai continuar amamentando a Isabela, continue tirando o leite com bomba nos mesmos intervalos em que ela mamava em casa, mesmo não estando lá. Assim, seu leite não vai secar nem sua produção diminuir. Coloque o leite na geladeira e leve para casa em sacola térmica, para ele ser congelado para uso futuro.

3) No caso de precisar tomar um medicamento contraindicado na amamentação e ela tenha que ser interrompida, tire leite, com a bomba de sucção ou manualmente, com algum tempo de antecedência. Faça um estoque no congelador para alimentar a Duda durante esse período. Depois da alta, volte a amamentar normalmente.

4) Bebês como a Olivia e o Lucas adoram segurar alguma coisinha quando estão mamando. Se você designar um colar com algum penduricalho interessante para essas horas, eles vão deixar as alças do seu sutiã e sua blusa em paz.

5) Esqueça a balela de que bebês ficam mimados se ficarem muito tempo no colo. Nada ajuda mais o Bruno a se sentir seguro e amado do que o contato humano. Colo, já está provado, faz bem ao bebê. Aqueles que ficam mais no colo choram menos que os que não ficam tanto. Hoje é mais comum ver muitos pais levando seus filhos em slings e cangurus, mantendo contato direto com eles. Aproveite enquanto pode: em pouco tempo o Bruno vai pesar dezoito quilos, e suas costas ficarão em frangalhos.

6) Use tênis, sapatilhas ou sandálias, qualquer coisa remotamente fashionable e sem salto para poder se movimentar com rapidez quando o Gabriel cair de algum brinquedo. Salto alto no parquinho não dá certo porque, para começar, a maioria dos parquinhos tem chão de areia. Não preciso dizer mais nada, não é? Você, mulher cosmopolita, já me entendeu direitinho.

Legal, não? Fica a dica e recomendação! Que inclusive foi o que fez a Revista Veja desta semana como podem ver abaixo:

Dica de Livro para Grávidas = Mamãe Conta Tudo na Revista Veja
Número de Visualizações: 2276

Did you like this? Share it:

Leave a Reply

Usuários do Twitter
Clique no botão abaixo para efetuar o login usando sua conta do Twitter.